sexta-feira, 6 de março de 2009

Abandona-me Vazio!

Não somos mais os mesmos,
Nem Eu. Nem Você. Nem Você. Nem Você. Nem Você. Nem Você. Nem Você...
O tempo passa ainda bem, as coisas mudam, ainda bem.
Tudo se renova, ainda bem também!
Bem, bem, bem, bem, bem, bem, bem, bem, bém...Bêmg!@#%&*!
Eu devia, mas não posso. Eu podia, mas não devo.
Você podia, mas não deve. Você devia, mas não pode!
O ano, o tempo, o clima virou...
O contador geral girou - 2.0.0.9 -
Que 2009 seja diferente.
Que eu consiga paz.
- 2009 Vai ser diferente. E eu em fim vou conseguir minha paz.
Eu não aguento mais essa luta da razão com a emoção. Nesse sentido, para esse lado, a aquele bordo...é uma divisão interna grande demais,dói demais.
Quero poder abandonar este navio de uma vez.
Ha tempos que venho pensando no tempo.
Como é bom viver pra ver passar, pra ver acontecer.
Só estou cansada de tantos "machucadinhos"(mentira! é uma enorme cicatriz!)
Só não suporto mais todo esse vácuo aqui, dentro de mim.
Abandona-me Vazio! Abandona-me simmmm... :/

-

Um comentário:

Camila Ambrosini disse...

nooooooossa Tainá, que poema lindo!
Triste, mas definitivamente lindo... pode ter certeza, que 2009 te trará muitas coisas boas, e os próximos anos também ;) ADOREI!