sexta-feira, 11 de junho de 2010

correndo em círculos.


Correndo contra o vento
lutando contra a correnteza
tentando sair daqui
tentando cair fora
fugir desse caminho
completamente perdida
girando para todos os lados
tonta
voltei alguns passos na estrada,
mas não é por aqui também,
segui em frente,
e parece que o caminho está se fechando
CORRE PRA VOLTAR!

Desespero, pressa, lágrimas,
ventos fortes parecem tentar me torcer, me levar
tropeçando,
não aguento mais correr,
pareço estar indo pra lugar algum...

Tudo está tão longe e impossível de alcançar
minha cabeça está atormentada
não consigo pensar direito,
não consigo achar minhas certezas,
estou me afogando em dúvidas
me enterrando em incertezas
começo a me sentir mal
de novo aquela falta de ar sufocante
preciso de espaço
preciso de força
algo em que possa me segurar,
preciso de um apoio firme,
preciso de um lugar seguro dentro de mim,
e não o encontro mais,
meu corpo caiu da fortaleza que o protegia
e agora não consigo subir mais
correndo em círculos
enquanto minha mente sufoca engasgando-se com o medo atordoante,
o frio corta minhas mãos, meu rosto
embora seja dia, e eu consiga ver o chão,
 ha muita neblina me cegando 3 metros à frente
as árvores por perto parecem secas, como falecidas
altas, me convidam a subir
mas não consigo me prender ou me agarrar a elas,
escorrego e volto ao mesmo lugar,
continuo correndo em círculos,
totalmente perdida.

O tempo parece não passar, ao mesmo tempo em que o vejo voando,
me sinto caindo para cima,
o vento cortante me diz que isso é uma queda rápida
porém não chega nunca ao chão
tonta, enjoada
queda para cima, é o que eu acho
passo por tudo e todos e não consigo ver nada nítido
minha visão está embaçada e meus olhos cheios de água
deve ser o vento e a velocidade juntos,
estico os braços para tatear algo em que possa me segurar
mas não há nada
nada, nada
não consigo me agarrar em nada
só sinto o pânico tomando conta de mim
caindo ou correndo,
por mais que em desespero,
não consigo sair desse lugar.



_________________________________________
é uma beleza.

Um comentário:

Camila Ambrosini disse...

O tempo pode até parecer não passar, o ar pode parecer faltar, o estômago pode parecer não funcionar, mas as coisas sempre mudam, e no fim, sempre mudam pra melhor.
Lindo texto!
:*